quarta-feira, 23 de julho de 2014

Revista Isto É faz denuncias contra José Agripino...

A revista IstoÉ denunciou que o presidente do DEM, senador José Agripino, negociou a liberação de emendas individuais dos parlamentares do seu partido em troca do apoio da sigla à votação da Lei de Diretrizes Orçamentarias (LDO).


Em sua defesa Agripino disse que “foi uma notícia irresponsável, sem fontes nem fatos”.

Arquidiocese proíbe padres políticos de celebrarem missas...

Do G1/PB - Uma norma publicada nesta segunda-feira (21) pelo arcebispo metropolitano da Paraíba, dom Aldo Pagotto, determina que padres envolvidos em política partidária sejam suspensos do uso de Ordens na Circunscrição Eclesiástica da Arquidiocese da Paraíba e, com isso, sejam impedidos de celebrar sacramentos, principalmente missas. Os padres candidatos não vão poder exercer o ministério presbiteral e cargos eclesiásticos. Caso sejam eleitos, a Ordem continuará suspensa durante todo o período do mandato. A norma abrange apenas a área da Arquidiocese da Paraíba.
O arcebispo também enfatiza que os políticos não devem fazer da igreja cabo eleitoral. “Constata-se que há pessoas ligadas tanto às pastorais quanto a movimentos populares cuja tendência é agir como cabos eleitorais de alguns partidos políticos. Esses podem assumir projetos que, por vezes, são contrários aos valores e aos princípios defendidos pelo direito natural e pela ética e moral cristã, por exemplo na questão do aborto, invasão de terra e casamento gay”, diz o texto. A norma da Arquidiocese da Paraíba ainda lembra que o Código de Direito Canônico impede que padres assumam cargos públicos e se envolvam com partidos políticos e associações sindicais. Segundo o documento, a determinação é baseada na norma de 2003 dos bispos da Regional Nordeste 2, que é contrária à participação de padres em disputas de cargos políticos.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Conta Dilma, Aécio só tem chances no 2º turno, diz pesquisa...

Com 36% das intenções de voto na simulação de primeiro turno, a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, mantém a liderança da disputa pelo Palácio do Planalto. Mas, pela primeira vez, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) aparece tecnicamente empatado com ela no teste de segundo turno. Segundo o Datafolha, se o turno final da disputa fosse hoje, Dilma teria 44% dos votos, Aécio alcançaria 40%. Como a margem de erro do levantamento é de dois pontos para mais ou para menos, eles estão na situação limite de empate técnico.
Num eventual disputa de segundo turno contra o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), o resultado seria 45% para Dilma contra 38% para Campos. É também a menor diferença entre os dois na série de nove pesquisas do Datafolha com este cenário desde agosto de 2013. Em relação à pesquisa anterior, feita no começo do mês, o quadro do primeiro turno apresenta pouca diferença. Em 15 dias, Dilma oscilou de 38% para 36%. Aécio manteve os 20%. Campos oscilou de 9% para 8%. Juntos, todos os rivais de Dilma também somam 36%. Considerando a margem de erro, portanto, não é possível dizer se haveria ou não segundo turno se a disputa fosse hoje.

Congresso custa quase R$ 1 milhão por hora aos cofres públicos...

Levantamento do jornal O Globo revela que, mesmo em recesso branco, o Congresso Nacional custa aos cofres da União cerca de R$ 1 milhão por hora. Dispensados das sessões deliberativas até o dia 31 de julho pelo acordo, os parlamentares continuarão recebendo integralmente os seus salários de R$ 26.723,13 mesmo sem apresentar projetos ou participar de votações nas Casas.
Isto porque a ausência de sessões faz com que os dias não trabalhados não sejam interpretados como falta. O cálculo feito pela ONG Contas Abertas para obter o custo-hora dos deputados federais e senadores – dos demais serviços prestados ao Legislativo -, estando eles em exercício parlamentar ou não, levou em conta a soma do orçamento da Câmara e do Senado, chegando-se ao montante aproximado de R$ 23,9 milhões por dia.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Parabéns, Thiago Theirry...

Feliz aniversário, filho! Hoje é um dia muito importante para nós. Na verdade, essa data significa muito para mim por eu ter um filho tão especial como você. Hoje quero deixar registrado aqui, como  você é importante na minha vida, desde o seu primeiro minuto de vida cada escolha que eu fiz e faço são pensando na sua felicidade.
Neste momento está passando um filme na minha cabeça, com todos os momentos que passamos juntos, tudo que ensinei e aprendi com você. Continue sendo esse filho que me orgulha tanto. 

Continue sendo iluminado pelo amor de Deus. Eu estarei sempre aqui, torcendo muito por você e para você, auxiliando os seus dias no que for preciso, mostrando o caminho certo para pisar e seguir.
Parabéns meu menino, te desejo muitas felicidades, muita saúde e tudo de melhor que a vida possa oferecer.

terça-feira, 15 de julho de 2014

Sete deputados do RN tem pedido de impugnações de candidaturas solicitadas...

Dos 24 deputados estaduais do Rio Grande do Norte, um total de 7 parlamentares responderão às ações de impugnação de registro de candidatura (AIRCs), segundo a Procuradoria Regional Eleitoral do Estado.
Veja a  relação:
1. Agnelo Alves – PDT
2. Ezequiel Galvão Ferreira de Souza – PMDB
3. Fernando Wanderley Vargas da Silva – Fernando Mineiro – PT
4. Hermano da Costa Moraes – PMDB
5. Larissa Daniela da Escóssia Rosado – PSB
6. Nelter Lula de Queiroz Santos – PMDB
7. Raimundo Nonato Pessoa Fernandes – PROS

Mundial chega ao fim com 23 obras inacabadas...

A Folha de São Paulo destaca que a Copa deixa como herança 23 obras que deveriam ter sido entregues entre 2011 e junho de 2014, mas que não ficaram prontas a tempo. A maioria, dez intervenções, não tem prazo de entrega. Outras três estão prometidas para 2016, ano da Olimpíada no Rio.
Segundo estados e prefeituras, das dez obras restantes, cinco devem ser entregues até dezembro de 2014 e mais cinco em 2015. As “sobras” da Copa consistem em obras nas áreas de mobilidade, aeroportos e portos, que ficaram pelo caminho por atrasos na licitação ou na execução, ou por questionamentos na Justiça.

sábado, 12 de julho de 2014

Justiça determina que governo pague o PCCR...

O Governo do Estado do RN terá que implantar, imediatamente, um reajuste de 60% no contracheque de aproximadamente 16 mil servidores. O benefício é referente ao efeitos financeiros garantidos na Lei Complementar Estadual (LCE) nº 432/2010 que fixou o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR). De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do Rio Grande do Norte (Sinai), o impacto na folha de pessoal será de aproximadamente R$ 9 milhões.


O relator do processo foi o desembargador Vivaldo Pinheiro. Em caso de desobediência a ordem, o Estado será multado. “Atendendo ao requerimento da parte Impetrante, intimem-se as Autoridades Coatoras para cumprir o v. acórdão, para que implante, imediatamente, os efeitos financeiros da Lei Complementar Estadual nº 432/2010 nos contracheques dos beneficiários alcançados pela referida LCE, sejam ativos, inativos e pensionistas, com respectivos reflexos financeiros, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00”, decidiu o desembargador.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Governo publica horas-suplementares e quinquênios para professores...

O Diário Oficial desta sexta-feira(11) apresenta mais uma lista de professores que terão direito a horas suplementares  em seus vencimentos para atender a demanda nas escolas públicas do RN.

A edição também destaca os servidores que, por tempo de serviços, são beneficiados com quinquênios.

Para a lista das horas-suplementares CLICK AQUI.

Para a lista dos quinquênios CLICK AQUI.

Prefeitura vai realizar concurso público para professor...

A Câmara Municipal de Parnamirim aprovou ontem o projeto de lei complementar de autoria do Executivo dispondo sobre a criação de vagas na estrutura da Secretaria de Educação. É o primeiro passo para a realização de novo concurso público para atender à demanda do ensino básico, que tem hoje cerca de 30 mil alunos distribuídos em 46 escolas do ensino fundamental e 19 centros infantis.


São 175 vagas de professor nível superior, 102 de agente administrativo, 12 de intérprete de libras e oito de instrutor de libras. Para professor, intérprete e instrutor, a jornada de trabalho é de 30 horas semanais; a de agente, de 40 horas.

Prefeito da região agreste tem seu mandato cassado...

O prefeito de Passagem (RN), José Pereira Sobrinho e sua vice Josefa Cristiane Dionízio Chacon,respectivamente, tiveram seus mandatos cassados, durante votação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) nesta tarde de quinta-feira (10).

terça-feira, 8 de julho de 2014

Técnico da Seleção Alemã aponta Brasil como favorito...

O técnico da Alemanha, Joachim Löw, descartou ontem (7) o favoritismo de sua seleção na partida desta terça-feira (8), contra o Brasil, na primeira semifinal da Copa do Mundial. Em entrevista coletiva no Mineirão, em Belo Horizonte, onde as duas seleções se enfrentarão às 17h de amanhã, Löw disse que favoritos são os brasileiros, que terão a vantagem de jogar em casa, com o apoio de seus torcedores. “A semifinal tem sua própria dinâmica, e não podemos sempre prever o resultado. Ambos os times vão tentar fazer o seu jogo e tentar ganhar. Todos os times têm sua motivação para chegar à final. E, para nós, é um grande desafio jogar contra o país-sede, por razões óbvias”, disse Löw.
Para ele, o fato de o Brasil jogar sem o capitão, o zagueiro Thiago Silva, que foi suspenso após receber o segundo cartão amarelo, e a principal estrela, Neymar, que fraturou uma vértebra, não deixam sua seleção em vantagem. “Com certeza não. A ausência de Neymar e Thiago Silva não é desvantagem para o Brasil”, afirmou o técnico.

Não é só com a copa que o Brasil joga dinheiro no mato...

Os gastos com as campanhas para as eleições majoritárias deste ano no Rio Grande do norte foram estimados em R$ 90,3 milhões, conforme informaram as diversas coligações por ocasião dos respectivos pedidos de registros junto ao TRE.

Os cinco candidatos ao governo do Estado informaram ao Tribunal Regional Eleitoral que devem desembolsar R$ 60,3 milhões, sendo  que os dois principais postulantes - o presidente da Câmara dos Deputados,  Henrique Eduardo Alves (PMDB), e o atual vice-governador, Robinson Farias (PSD), respondem por R$ 40 milhões e 18 milhões, respectivamente.

Para o  Senado, o custo total foi estimado em 30 milhões 420 mil, sendo que desse total, R$ 30 milhões é o que projetam gastar as duas principais candidatas Wilma de Faria (PSB), e Fátima Bezerra (PT), estimaram suas despesas de campanha no mesmo montante: R$ 15 milhões cada uma. Seguidas por Roberto Ronconi (PSL) R$ 300 mil, o professor Lailson de Almeida (PSOL) com R$ 100 mil e a Ana Célia (PSTU), cujo limite de gastos está calculado em R$ 20 mil.

Veja em detalhes a estimativa de gastos de cada candidato:

GOVERNO:
Henrique Eduardo (PMDB)  - R$ 40 milhões
Robinson Farias (PSD)  - R$ 18 milhões
Araken Farias (PSL)  - R$ 1,5 milhão
Robério Paulino (PSOL)  - R$ 200 mil 
Simone Dutra (PSTU)  - R$ 60 mil

SENADO:
Wilma de Faria (PSB)  - R$ 15 milhões
Fátima Bezerra (PT)  - R$ 15 milhões
Roberto Ronconi (PSL)  - R$ 300 mil
Lailson de Almeida (PSOL) - R$ 100 mil

Ana Célia (PSTU) - R$ 20 mil


segunda-feira, 7 de julho de 2014

Robinson deixar escapar decepção com Carlos Eduardo...

Ao falar sobre os apoios que cada chapa recebeu para a disputa ao governo do estado do RN, Robinson Farias não escondeu a decepção por Carlos Eduardo ter optado por Henrique Alves.

Veja a fala de Robinson:

"Eu apoiei o prefeito Carlos Eduardo nas duas vezes que ele foi candidato a prefeito de Natal. Na primeira quando ele disputou com Luiz Almir, e na época eu me lembro que o PMDB de Garibaldi e de Henrique ficou contra ele. Preferiu apoiar Luiz Almir do que apoiar ele, mesmo sendo da família. Novamente em 2012 eu o apoei contra o candidato do PMDB, Hermano Morais, que tinham ao lado Hermano Morais. Mais uma vez Henrique e Garibaldi contra ele. Mas, agora ele resolveu apoiar o nome do deputado Henrique que foi seu adversário nas duas vezes que ele tentou ser prefeito de Natal. Não posso aqui explicar suas razões. Eu apenas sinto falta dele não estar comigo. Sou amigo dele, continuo amigo dele, posso até discordar de sua decisão, mas não tenho motivo aqui de externar revanchismo ou mágoa. Apenas eu gostaria que ele hoje estivesse me apoiando."

sábado, 5 de julho de 2014

Blog publica agressão de Henrique Alves à jornalista...

De: http://blogdoneylopes.wordpress.com/

Ontem, 3, o deputado Henrique Alves, candidato a governador do RN em ampla aliança de partidos, concedeu entrevista ao conceituado programa Repórter 98”, de grande audiência, transmitido em cadeia estadual pela FM98 de Natal, RN, e com apresentação dos jornalistas Felinto Rodrigues e Robson Carvalho.

Aconteceu um fato curioso e digno de análise política.

A certa altura da entrevista, o jornalista Robson Carvalho, que é também graduado em Ciências Sociais, questionou a união do candidato, em nome da redenção do RN, com partidos de ideologias diferentes; pessoas com vida pregressa duvidosa, candidatos diversos à presidência e, sobretudo, adversários ferrenhos em eleições recentes.

Levando em conta que a mensagem de Henrique na campanha é salvar o RN,  o jornalista mostrou incoerências políticas e indagou: “Salvar o quê e quem?”.

O deputado Henrique Alves irritou-se e verbalmente agrediu o repórter ao colocar em dúvida os fatos abordados na pergunta.

Disse que alguém havia escrito aquele texto para ele ler.

Trocando em miúdos: Henrique deixou claro que o jornalista, a FM98 e o programa “Repórter 98” estavam a serviço de outros candidatos e a emissora se permitia fazer perguntas escritas por adversários.

Feriu o conceito do programa “Repórter 98”, que é tido na radiofonia do estado como uma referencia jornalística e ética.

Alguns aspectos devem ser analisados e interpretados na conduta do candidato Henrique Alves.

Primeiro, o seu desejo de não ser contestado, nem pela imprensa, já que se coloca como o “salvador do Rio Grande do Norte” e assim seria sacrilégio pedir-lhe explicações, como foi o caso de Robson Carvalho.

Vincula esse direito de auto imunizar-se com o presumido mérito pessoal de ser agregador, ter capacidade de somar adeptos e partidos, o que outros não possuem por serem radicais, intolerantes, “complicados” e incompetentes.

Conclui-se: competente e capaz somente Henrique, seus  aliados e asseclas políticos.

O deputado Henrique tem até razão quando diz que as alianças políticas no RN ocorreram e ocorrerão sempre.

Isso é uma verdade.

Aliás em 2006, o editor integrou e apoiou a aliança do PMDB com o PFL negociada claramente, sem vantagens de qualquer espécie, até porque ambos os partidos estavam na oposição estadual e federal, portanto longe do poder, o que tornava impossível tráfico de influência.

O editor, em 2006, era do PFL e foi candidato a vice governador na chapa do senador Garibaldi Alves, superando divergências e aproximando convergências, realmente em benefício do RN, aquela época governado pela “aliada de Henrique hoje”, Vilma de Faria e a quem ele fazia seríssimas restrições.

A aliança política de 2006 foi para apoiar o senador Garibaldi Alves, homem que até hoje merece a admiração e o respeito do editor e do RN.

Não houve “trocas”, nem “compensações”.

No momento, a realidade é outra.

A atual coligação do PMDB é com quase 20 partidos e as versões do mundo político são de ter sido construída a base de verdadeira oferta pública de influencia no  poder federal para liberação de dinheiro;  suposta distribuição de favores e benesses, inclusive presumido favorecimento em beneficio de “esquemas” empresariais” em marcha; contradição ideológica e política dos aliados, com a presença de três presidenciáveis no palanque;  condenação radical ao governo de Rosalba Ciarlini, ao qual Henrique e seu vice João Maia foram aliados, com indicações de seis secretarias e mais de 300 cargos comissionados, por mais de dois anos.

Quanto a candidatura de Vilma Faria ao senado houve uma “cooptação”, a base de promessas de financiamento da campanha por vias que serão conhecidas no futuro, tudo em razão do temor de que ela disputasse o governo contra Henrique.

Após silencioso trabalho nas bases peemedebistas, movido a interesses privados, Vilma foi considerada a “joia da coroa” pelo partido, na montagem da chapa.

Esse fato gerou (e gera) pesadas restrições do presidenciável Eduardo Campos, por serem ambos do PSB.

A candidata Vilma de Faria conseguiu superar as restrições, pelo menos aparentemente e até agora.

Na aliança montada à base de cooptações,  Henrique e Vilma escolheram até os seus adversários, eliminando todos aqueles que lhes fossem inconvenientes.

Exemplo:  o DEM-RN foi cooptado, mediante o compromisso de “cassar” Rosalba Ciarlini para a reeleição e o editor deste blog, que pretendeu candidatar-se ao senado.

Na última reunião da Comissão Executiva do DEM foi anunciado oficialmente no plenário,  que a aliança com o PMDB-PSB seria apenas na eleição proporcional, o que não era verdade, desde aquela época.

Portanto, os membros da Comissão Executiva dos Democratas votaram de boa fé.

Foram favoráveis a alternativa de aliança exclusivamente na proporcional, o que seria admissível, se a lei não proibisse.

A cúpula do DEM, na Convenção Regional,  dirigiu o partido para outro caminho, que foi o apoio integral à Henrique e Vilma, ao formular de forma capciosa a pergunta submetida aos convencionais do partido.

Há pesquisas não registradas na justiça que apontam índices de preferência à Rosalba Ciarlini para o governo e Ney Lopes para o senado, superiores a 20%, sem que os mesmos fossem candidatos.

Era apenas, a preferência do eleitor, sem candidaturas lançadas.

Henrique ao cooptar o DEM-RN,  pretendeu eliminar qualquer risco eleitoral para ele próprio e para Vilma de Faria.

E conseguiu.

Restaram como adversários os partidos menores e as candidaturas de Robinson Faria, ao governo e Fátima Bezerra, ao senado, que crescem a olho nu no eleitorado do estado, justamente pelo fato de Henrique e Vilma não terem respondido com clareza, até hoje, a pergunta feita pelo jornalista Robson Carvalho: “Salvar o quê e a quem?”

Outro ponto em análise é que ninguém pode ser contra a atitude política de quem reconhece erros do passado e não fica eternamente olhando pra trás pelo retrovisor.

Henrique tem razão nisto.

O ser humano tem direito de arrepender-se, ser humilde e até pedir perdão.

Todavia, ele diz uma coisa e faz outra.

Ontem, no “Repórter 98” foi a prova.

Enquanto prega esses valores humanos e cristãos, na sua pré-campanha  já acusa um jornalista de colocar a sua profissão a serviço de adversários.

Tudo porque o jornalista lhe fez uma pergunta considerada “inconveniente”.

Por trás da cena, o que o analista conclui é que Henrique ao dizer-se agregador e condenar o radicalismo, deseja na verdade “bloquear”, “impedir”, limitar fronteiras que possam reviver e recordar o seu passado político e de seus aliados sobre o que fez realmente em benefício RN ao longo dos mandatos, bem como o que dizia de alguns correligionários de hoje, inclusive em relação à “ficha suja” etc.

Henrique quer inibir e constranger previamente os adversários, no sentido de que qualquer questionamento feito sobre o passado significará a volta do radicalismo político.

Isso não é verdadeiro, nem lógico.

Política é essencialmente dialética.

Têm que existir teses e antíteses.

A síntese quem fará é o eleitor.

Como admitir-se uma campanha morna, sem vida, sem possibilidade do eleitor conhecer “quem é quem”.

O radicalismo, que deve ser combatido, é outra coisa totalmente diferente.

É a lesão direta a dignidade e a imagem das pessoas, sem provas ou fatos concretos.

Quando há provas,  fatos reais e concretos, tudo deve ser levado (ou revivido) à opinião pública, para que o eleitor conheça e decida na hora de votar.

A política livre e democrática é praticada assim, em qualquer parte do mundo.

Se não for dessa maneira, a impunidade política estará assegurada.

De agora por diante, a dúvida que resta é   saber se o deputado Henrique Alves irá pedir perdão a Robson Carvalho nas próximas horas e assim mostrar-se , mais uma vez, “agregador” e “não radical”.


Talvez seja o caso do presidente da Câmara Federal novamente pedir  perdão e pagar a penitencia, para depois continuar com o apoio dos quase 20 partidos, que segundo ele, se agregaram à sua coligação  sem nenhuma exigência, ou “trocas” ,  todos eles movidos apenas pela profunda admiração ao comportamento político de estadista do candidato Henrique Alves, cuja característica é  somente “agregar” e “combater o radicalismo político local”.

Por força judicial governo do RN publica promoções...

O Diário Oficial do RN deste sábado apresenta uma lista de promoções a funcionários. 

No texto, fica evidenciado a ação por determinação judicial.

"O SECRETÁRIO DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DOS RECURSOS HUMANOS, no uso das atribuições que lhes são conferidas pelo artigo 1º, inciso II, letra “f”, do Decreto nº. 11.519, de 24.11.92, tendo em vista o que foi determinado em seus respectivos Processos Judiciais."

"Art. 1º. Conceder a Progressão Horizontal por Decisão Judicial aos servidores relacionados nos termos do Anexo Único da presente Portaria."

Para ter acesso a lista CLICK AQUI.

Tomografia mostra fratura que tirou Neymar da Copa do Mundo...

Portal No Ar destaca com exclusividade, à imagem da tomografia computadorizada que identificou a lesão na coluna do atacante Neymar, da seleção brasileira. Ele se machucou no jogo desta tarde, após receber uma falta, contra a Colômbia, pelas quartas de finais da Copa do Mundo de Futebol.
A imagem mostra que a fratura atingiu o processo costiforme esquerdo do jogador, na terceira vértebra lombar. Não houve dano à medula espinal, o que diminui a gravidade da lesão sofrida pelo atacante. O local da fratura está circulado na imagem.
O médico não quis dar prazo de recuperação. Disse apenas que Neymar vai precisar ficar “algumas semanas” imobilizado para controle da dor. Lasmar explicou ainda que Neymar vai voltar com o grupo para Teresópolis e depois será decidido o que vai ser feito, se será cortado ou permanece com a equipe para a sequência da competição.

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Rosalba exonera Flávio Azevedo...

O Diário Oficial do RN publica em sua edição desta quinta-feira (04) a exoneração do ex-prefeito de Nova Cruz Flávio Azevedo de diretor da EMATER.

Ação já esperada uma vez que Flávio está de madeira em punho defendendo a candidatura de Henrique Alves, desafeto declarado de Rosalva.

Veja a publicação:

A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso de suas atribuições constitucionais,


R E S O L V E exonerar, a pedido, FLÁVIO AZEVEDO RODRIGUES DE AQUINO do cargo de provimento em comissão de Diretor-Geral do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte.
  
Palácio de Despachos de Lagoa Nova, em Natal, 03 de julho de 2014, 193º da Independência e 126º da República.

ROSALBA CIARLINI
Tarcísio Bezerra Dantas

Em se tratando de Nova Cruz há uma reunião marcada com Flávio e seus liderados na próxima segunda-feira (07) para definir o que acontecerá com os cargos indicados pelo ex-prefeito.


quinta-feira, 3 de julho de 2014

Coligação de Robinson Faria tem oito partidos da base de Dilma...

PSD, PT, PC do B, PT do B, PP, PEN, PRTB e PTC integram a coligação Liderados pelo Povo.

A Coligação Liderados pelo Povo, que tem Robinson Faria (PSD) como candidato a governador, a vice, o deputado estadual Fábio Dantas (PCdoB) e ao Senado, a deputada federal Fátima Bezerra (PT), vai para a disputa da sucessão estadual com oito partidos integrantes da base de apoio à presidenta Dilma Rousseff.
A aliança que dará sustentação política-eleitoral ao candidato a governador Robinson Faria é integrada pelo PSD (Partido Social Democrático), PT (Partido dos Trabalhadores), PC do B (Partido Comunista do Brasil), PT do B (Partido Trabalhista do Brasil), PP (Partido Progressista), PEN (Partido Ecológico Nacional), PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro) e PTC (Partido Trabalhista Cristão).

Um dia mais que especial...

Quando você nasceu Thais, uma alegria enorme tomou conta de mim, por saber que veio ao mundo perfeita, cheia de vida e saúde.

Esperada com muito amor foi um dia muito importante de muita festa no meu coração e hoje meu amor me lembro com saudade do dia que lhe peguei nos braços pela primeira vez.
Que emoção, se eu te amei naquele dia hoje o meu amor continua maior cada vez mais, cada vez mais também vejo o quanto tenho orgulho da minha filha.

Uma data como essa o dia do seu aniversário é um dia especial como você, hoje um pouquinho maior, cada vez mais linda e cheia de sonhos.

Desejo que a cada manhã Jesus abençoe seus passos, sua vida e coloque um colorido especial no seu sorriso tão lindo.


Com todo o amor do mundo receba de quem a ama demais, os meus parabéns filha e muitas felicidades.