terça-feira, 23 de setembro de 2014

A informação, texto e fotos são do Blog Lenilson do Agreste:

Segundo Lenilson, a servidora Ana Karla Cartaxo da Câmara dos Deputados em Brasília, lotada no Gabinete de Henrique foi flagrada fazendo campanha para o candidato Henrique Alves pelo interior do RN em horário de expediente.

Leia a matéria:

Servidora da Câmara Federal em plena segunda-feira faz campanha para Henrique Alves em Nova Cruz RN

A servidora da Câmara dos Deputados, 242263         ANA KARLA CARTAXO MOURA RODRIGUES DE AQUINO           –           BA Suplemento de 15/05/2013, foi nomeada no gabinete do deputado federal, Henrique Alves (PMDB-RN), desde 15/05/2013, a mesma é esposa do ex-prefeito da cidade de Nova Cruz, Flávio Azevedo, presidente do partido do PMDB do município. Assessora do deputado federal, Henrique Alves, candidato ao governo do estado do RN, há meses exerce a função em Brasília, como assessora parlamentar e recebe da Câmara dos Deputados, um salário de R$ 3.345,00 e mais um auxilio mensal de R$ 784,76 de acordo com o contra-cheque da servidora.  Ana Karla, como é de conhecimento de público continua residindo no estado da Paraíba, como também na cidade de Nova Cruz, RN. A mesma nesta segunda – feira, dia 21, fez campanha para o candidato ao governo Henrique Alves, ao lado do seu esposo ex-prefeito Flávio Azevedo e da esposa do candidato ao governo Henrique Alves, Laurita Arruda, além do deputado federal, Felipe Maia(DEM-RN). Em um dia de funcionamento normal em todas repartições pública, a assessora parlamentar do gabinete de Henrique Alves, que é paga com os recursos da Câmara dos Deputados, que deveria se encontrar em Brasília exercendo as suas funções, passou o dia desta segunda – feira fazendo campanha para o candidato ao governo Henrique Alves. Isso é mais um absurdo, que tem total apoio do Presidente daquela Casa Legislativa. Fato que envergonha o Estado do Rio Grande do Norte




Ana Karla Cartaxo é mulher do presidente do PMDB e Ex-Prefeito de Nova Cruz, Flávio Azevedo, estava em plena segunda-feira pedindo votos para o chefe no município de Nova Cruz.

Ana Karla é lotada no gabinete de Henrique em Brasília como assessora parlamentar e recebe salário de R$ 3.345,00.

Veja o contra-cheque da servidora:

Contra - cheque de Ana Karla


image1

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Barragem Bujari não é prioridade de Henrique...

No programa eleitoral desta segunda-feira (22) o deputado federal Henrique Alves, candidato ao governo do estado do Rio Grande do Norte, frustou aos habitantes da região agreste potiguar e principalmente os novacruzenses.

Ao apresentar sua proposta de governo para o Recursos Hídricos, o deputado citou a construção de várias barragens e adutoras mas deixou de fora a Barragem Bujari, um sonho que a população de Nova Cruz  desvenda há bastante tempo.

Por ironia, o programa foi ao ar no mesmo dia que o candidato vem à Nova Cruz para realização de passeata e comício.

Qual será então, o discurso de Henrique para os novacruzenses?

sábado, 20 de setembro de 2014

"Seta" aponta empate técnico para governo do RN...

Pela primeira vez nas nas eleições deste ano, um Instituto de Pesquisas aponta uma possível possibilidade de haver um segundo turno entre os candidatos Henrique Alves (PMDB) e o candidato Robinson Faria (PSD) nas eleições do próximo dia 5 de outubro.



O Instituto Seta divulgou os números que indica uma forte queda na campanha do peemedebista, segundo o Instituto Henrique Alves aparece com 34,0% da intenções de votos contra 31,2% na estimulada.


O gráfico abaixo mostra os números dos candidatos ao longo da campanha.



Caso confirme nas urnas, este resultado levaria a campanha para um segundo turno o que não seria nada bom para o candidato Henrique que já chegou a liderar com uma ampla vantagem em relação a seu segundo colocado e hoje vê essa diferença praticamente acabar.

Ex-Presidente Lula entra de vez na campanha de Robinson Farias...

Considerado um dos mais populares presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) oficializou apoio no programa eleitoral ao candidato ao Governo do RN, Robinson Faria (PSD) nesta sexta-feira (19). O programa com Lula foi gravado essa semana no Instituto Lula e mostra o ex-presidente pedindo voto para Robinson.
Você pode mudar essa história do Rio Grande do Norte. Uma pessoa com pensamento diferente, com prática política diferente. Por isso eu quero pedir a cada companheiro do Rio Grande do Norte que um dia confiou em mim, que me ajudou a fazer as coisas que fiz: vote 55

"Eu fui apresentado a Robinson pelo amigo, ex-prefeito de São Paulo e presidente do PSD, Kassab e depois, pude conhecer mais Robinson em uma conversa com a Fátima. A Fátima veio aqui e ela falou assim pra mim: Presidente, o senhor sabe que o Robinson Faria vai vencer as eleições porque eu acho que pela primeira vez o povo do Rio Grande do Norte tem alguém que foi deputado seis vezes, várias vezes deputado estadual e o mais votado do Estado e alguém que resolveu fazer resistência no Rio Grande do Norte! Por isso estou aqui, com Robinson, dizendo para você que temos que mudar definitivamente a política no Rio Grande do Nortedeclara Lula.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Concurso para UFRN...

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) abre inscrições para concurso de professor do magistério superior e do magistério do ensino básico, técnico e tecnológico para atuação no Instituto Metrópole Digital (IMD). As vagas são ofertadas para as disciplinas de Gestão de Tecnologia da Informação, Informática Educacional, Programação de Jogos Digitais, Design de Interação e Interfaces, Práticas de Leituras e Escrita em Língua Portuguesa e Redes de Computadores.

As inscrições deverão ser feitas exclusivamente via internet, a partir do dia 15 de setembro e encerrando às 23h59 do dia 15 de outubro de 2014, por meio do Formulário de Inscrição disposto no site: www.sigrg.ufrn.br, menu Concursos. No ato da inscrição o candidato
deve escolher o cargo pretendido.

Para mais informações, acesse os editais:

Concurso Público de Provas e Títulos para o cargo de professor do magistério superior na classe A: 

Professor do magistério do ensino básico, técnico e tecnológico: 


Fonte: 
Instituto Metropole Digital - IMD
Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Pesquisa Ibope, Robinson sobe 3 pontos e encosta em Henrique...

O Instituto Ibope divulgou, nesta segunda-feira (15), pesquisa de intenção de voto sobre o primeiro turno da disputa pelo Governo do Rio Grande do Norte.

Encomendada pela Inter TV Cabugi, a pesquisa é a segunda do Ibope no Rio Grande do Norte.

Veja os números do Ibope para a pesquisa estimulada:

Henrique Eduardo Alves (PMDB) - 40%
Robinson Faria (PSD) - 31%
Professor Robério Paulino (PSOL) - 3%
Simone Dutra (PSTU) - 1%
Araken Farias (PSL) - 1%
Brancos e Nulos - 14%
Não sabem - 10%


Rejeição


O Ibope também apontou a rejeição dos candidatos. A maior rejeição é de Henrique Alves, que tem 28%. Na sequência aparecem Araken Farias (23%), Robinson Faria (21%), Simone Dutra (20%) e Professor Robério (14%).

Disputa para o Senado:

A pesquisa também aponta os números para o senado onde pela primeira vez a deputada Fátima Bezerra aparece com vantagem sobre Wilma de Farias.

Veja os números:

Fátima (PT) – 38% 
Vilma Maria de Faria (PSB) – 32%
Ana Célia (PSTU) – 2%
Professor Lailson (PSOL) – 2%
Roberto Ronconi (PSL) – 1%
Brancos e nulos – 13%
Não sabe ou não respondeu – 12%

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Robinson cresce e empata com Henrique...

A pesquisa divulgada neste domingo (14) pelo jornal mossoroense Gazeta do Oeste mostra empate entre os candidatos ao Governo Robinson Faria (PSD) e Henrique Alves (PMDB). A pesquisa mostra o que as ruas sinalizam: o crescimento da campanha de Robinson e o sentimento de mudança na estrutura política do Rio Grande do Norte. De acordo com a pesquisa feita pelo Instituto Certus e Gazeta do Oeste de 10 à 12 de setembro, Robinson tem 15,33% e Henrique tem 18,59%, o que configura empate técnico entre os candidatos já que a margem de erro é de 3%.
Para Robinson a pesquisa reflete o apoio que a campanha tem recebido dos mossoroenses. “Nas ruas de Mossoró o sentimento é de mudança. Os eleitores elegeram o nosso prefeito Francisco José que vem fazendo um bom trabalho na Prefeitura e agora vão eleger o governador. Mossoró terá um governador parceiro a partir de janeiro de 2015. A nossa pesquisa no olho a olho aponta que estamos no caminho certo. Agradecemos a todos os mossoroenses pelo apoio a nossa caminhada”, destacou.
A disputa para o Senado também mostra a vitória de Fátima Bezerra (PT) que – de acordo com a pesquisa – vence a disputa com 9,3% à frente da candidata em segundo lugar. A pesquisa mostra que 33,67% dos mossoroenses votam em Fátima contra 24,37% que votam em Wilma. A margem de erro da pesquisa Certus/Gazeta é de 3% percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa foi protocolizada no TRE com sob o número RN-00026/2014.

Restituições do quarto lote do Imposto de Renda estarão depositado nesta segunda...

A Receita Federal credita hoje (15) a restituição do Imposto de Renda 2014 para 2.056.114 contribuintes. Serão depositados neste quarto lote cerca de R$ 2,4 bilhões. Desse total, R$ 168.078.903,86 são destinados a contribuintes idosos. Têm prioridade ainda as pessoas com alguma deficiência física, mental ou doença grave.
O restante – cerca de R$ 2,2 bilhões – será destinado a 2.020.902 contribuintes que apresentaram declarações nos anos 2013 (ano-calendário 2012), 2012 (ano-calendário 2011), 2011 (ano-calendário 2010), 2010 (ano-calendário 2009), 2009 (ano-calendário 2008) e 2008 (ano-calendário 2007).

sábado, 13 de setembro de 2014

Pesquisa Consult aponta eleição aberta para governo e senado...

Divulgado na tarde deste sábado (13) a pesquisa Consult para os cargos de governador e senador(a)  aponta vantagem de Henrique sobre Robinson e Wilma em relação a Fátima. Porém o fator predominante é o grande número de indecisos e o alto grau de rejeição da população em relação aos candidatos ao governo do estado.

Veja os números:

Espontânea para governo

Henrique Alves: 22,1%
Robinson Faria: 12%
indecisos: 43% 
Ninguém19,1% 

Espontânea para senado

Wilma de Faria: 23,2% 
Fátima Bezerra:  21,4%
Indecisos: 38,9%
Ninguém: 15,3%

Na pesquisa estimulada, quando são apresentados os nomes dos candidatos, o cenário muda um pouco:

Governo
Henrique Alves (PMDB): 37%
Robinson Faria (PSD): 24%

Senado
Wilma de Faria (PSB): 35%
Fátima Bezerra (PT): 34%

A pesquisa foi realizada apenas na capital do estado do RN.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Candidatos a altos cargos no RN são indiciados pelo MPF...

Wilma de Faria, Fábio Dantas, Gilson Moura, Fátima Moraes e Júnior Moura estão entre os réus das cinco ações relacionadas à operação Pecado Capital

O Ministério Público Federal apresentou, no último dia 8, mais quatro ações por improbidade e uma denúncia relacionadas à operação Pecado Capital. Os processos incluem a ex-governadora Wilma de Faria; os deputados estaduais Fábio Dantas e Gilson Moura; além do irmão de Gilson Moura, Francisco Bento de Moura Júnior, conhecido como “Júnior Moura”. São réus ainda Luíza Carvalho Dantas, sobrinha do deputado Fábio Dantas; Rychardson de Macedo; e a ex-secretária estadual Fátima Moraes e sua sobrinha, Polliana Karidja de Oliveira Morais

As ações, de autoria do procurador da República Rodrigo Telles, tratam de atos de improbidade cometidos antes e durante a gestão de Rychardson de Macedo no Instituto de Pesos e Medidas (Ipem/RN). Ao todo, a Operação Pecado Capital, deflagrada em 12 de setembro de 2011, já resultou no ajuizamento, por parte do Ministério Público Federal, de 13 ações penais e 29 ações de improbidade.

Ex-governadora – Wilma Maria de Faria é apontada como responsável pela inclusão de um “funcionário fantasma” na folha de pagamento do Ipem/RN, entre os anos de 2004 e 2007. Na ação, da qual Gilson Moura também é réu, o MPF aponta que a ex-governadora indicou Danúbio Almeida de Medeiros, ex-vereador de Assu, para ocupar o cargo de coordenador operacional do Ipem, em duas oportunidades, sem que este precisasse trabalhar no instituto.

Danúbio Almeida ocupou a função entre outubro de 2004 e abril de 2005 e entre março e dezembro de 2007, sem de fato trabalhar. As duas nomeações fraudulentas foram promovidas pelo ex-diretor do Ipem, Augusto Halley Caldas Targino, por exigência da então governadora Wilma de Faria. Quando Rychardson de Macedo assumiu a direção do instituto, em abril de 2007, manteve Danúbio na função até o fim do ano, seguindo orientação de Gilson Moura.

Uma auditoria promovida pelo Inmetro no Ipem/RN, no período de 9 a 20 de julho de 2007, confirmou que Danúbio Almeida não exercia de fato sua função, embora recebesse remuneração normalmente: R$ 3.250 mensais. O cargo foi oferecido pela então governadora, após Danúbio Almeida perder as eleições municipais de 2004, quando foi candidato a vice-prefeito de Assu.

A descrição do depoimento dado pelo próprio Danúbio Almeida ao Ministério Público Federal esclarece: “em momento posterior à divulgação do resultado das eleições municipais de 2004, o depoente, (…) recebeu da governadora (…) a proposta de ficar com o cargo de coordenador operacional do Ipem/RN; (…) na ocasião, argumentara que não valeria à pena deslocar-se de Assu para Natal para desempenhar as atividades no Ipem; (...) a governadora concordou que o depoente ficasse com o cargo de coordenador operacional mesmo sem comparecer à sede do Ipem/RN”.

O ex-coordenador revelou que pagava uma “gratificação” a quem ficou trabalhando em seu lugar na sede do instituto. Em abril de 2007, Rychardson de Macedo assumiu a direção do Ipem, por indicação de Gilson Moura, que o orientou a manter Danúbio Almeida no cargo.

Ao prestar depoimento de delação premiada, Rychardson esclareceu: “Esse Danúbio aí era coordenador operacional. Nunca apareceu nem no IPEM. Já vinha da gestão anterior, passou lá comigo eu acho que quase um ano. Também nunca nem vi. Sei que é de Assu e que foi vereador...(...) Gilson disse que conhecia ele lá da Princesa do... Quando trabalhou um tempo na rádio de Assu. Ele pediu pra mim manter e assim ficou lá (…).”

Daniel Vale, ex-coordenador jurídico do Ipem, e Aécio Fernandes de Faria, ex-coordenador financeiro de fato do instituto, confirmaram que se tratava de um “funcionário fantasma”. No total, Danúbio Almeida recebeu o corresponde a R$ 50.375. Ele e Augusto Halley Caldas Targino, embora tenham participado diretamente do esquema, não são processados porque foram beneficiados pela prescrição prevista no artigo 23, inciso I, da Lei nº 8.429/1992, por já terem passados mais de cinco anos desde o término do exercício de seus cargos em comissão.

Pelas irregularidades, Wilma de Faria e Gilson Moura devem responder por atos de improbidade que importam em enriquecimento ilícito, prejuízo ao erário e que atentam contra os princípios da administração pública, de acordo com os artigos da Lei 8.429/1992. Dentre as possíveis sanções estão a restituição do dinheiro pago irregularmente; perda da função pública; suspensão dos direitos políticos; pagamento de multa civil; e proibição de contratar com o Poder Público.

Deputados – A segunda das novas ações trata da inclusão de “funcionária fantasma” na folha de pagamento do Ipem, entre os anos de 2007 e 2009. A fraude se refere à contratação de Luíza Carvalho Dantas, sobrinha do deputado estadual Fábio Berckmans Veras Dantas, a partir de um pedido feito pelo parlamentar ao também deputado Gilson Moura.

Ela já figurava como prestadora de serviços do Ipem/RN, quando Rychardson de Macedo assumiu a direção da entidade por indicação de Gilson Moura, em abril de 2007. Fábio Dantas solicitou que seu colega parlamentar assegurasse a permanência da sobrinha no instituto e Gilson repassou a orientação a Rychardson. Mesmo sem ter a obrigação de trabalhar efetivamente, Luíza Carvalho assinou dois ou três contratos de prestação de serviços.

O primeiro teve vigência de maio de 2007 a maio de 2008, O segundo de maio de 2008 a maio de 2009. Um terceiro ia de maio de 2009 a 30 de junho de 2009. Todos com previsão de remuneração de R$ 600 mensais. Há, no entanto, uma diferença entre as assinaturas dos dois primeiros documentos e do terceiro, o que no entender do MPF indica a “possível ocorrência de falsificação”, ou mesmo que a “funcionária fantasma” não se deu ao trabalho sequer de assinar o último contrato.

Foram desviados pelo menos R$ 15.600 e, ao ser notificada pelo Ministério Público Federal, Luíza Carvalho não compareceu para prestar depoimento. Porém o ex-coordenador jurídico do Ipem, Daniel Vale Bezerra, confirmou em seu depoimento de colaboração premiada: “(...) que Luíza Carvalho Dantas, parente do deputado estadual Fábio Dantas, trabalhou apenas alguns meses no Ipem/RN, tendo depois deixado de comparecer ao trabalho (...)”.

Luiza Carvalho também foi apontada como “funcionária fantasma” por Aécio Aluízio Fernandes, ex-coordenador financeiro de fato do Ipem. “(…) sobrinha do deputado estadual Fábio Dantas, trabalhou um curto período como estagiária do setor jurídico, deixando depois de comparecer ao trabalho, mas continuou recebendo remuneração sem prestar qualquer tipo de serviço”.

O próprio Rychardson de Macedo confirmou a articulação entre os deputados: “Essa Luíza Carvalho eu me lembro, ela é sobrinha do deputado Fábio Dantas. Já estava da gestão anterior. E ele conversou com Gilson pra manter ela lá e ela num ir trabalhar. E assim foi feito.” Os três réus responderão por atos de improbidade que importam em enriquecimento ilícito, prejuízo ao erário e que atentam contra os princípios da administração pública.

Irmãos – O cargo de de coordenador operacional do Ipem/RN não foi utilizado para desvio de recursos apenas com a nomeação de Danúbio Almeida. A terceira das novas ações do MPF sobre a Pecado Capital tem como réus Gilson Moura e seu irmão, Francisco Bento de Moura Júnior, conhecido como Júnior Moura. Esse último foi nomeado para o cargo em 2009, sem trabalhar.

Júnior Moura ocupou formalmente a coordenadoria operacional entre julho e dezembro daquele ano, recebendo remuneração e tendo, inclusive, direito a diárias, tudo isso sem trabalhar. Sua nomeação fraudulenta foi assinada por Rychardson de Macedo, após indicação de Gilson Moura. O “coordenador” sabia que não precisaria trabalhar, limitando-se a receber os salários.

Em depoimento, Rychardson de Macedo explicou que Gilson Moura embolsava a maior parte do salário recebido indevidamente pelo irmão: “(...) eu tinha conhecimento que ele ficava com R$ 800 de salário e devolvia R$ 2.500 a Gilson”. Os ex-coordenadores do Ipem Daniel Vale e Aécio Aluízio Fernandes confirmaram que Júnior Moura era um dos “funcionários fantasmas” da autarquia.

Durante o período que permaneceu no cargo, ele recebeu o correspondente a R$ 19.500 e diárias que totalizaram R$ 2.865. Os dois irmãos devem responder por atos de improbidade que importam em enriquecimento ilícito, prejuízo ao erário e que atentam contra a administração pública.

Secretária – Outra “funcionária fantasma” que também ocupou o cargo de coordenadora operacional do Ipem/RN foi Polliana Karidja de Oliveira Morais, sobrinha da ex-secretária estadual Maria de Fátima Moraes. Essa última e Rychardson de Macedo responderão a uma ação por improbidade e os três foram denunciados pelo crime de peculato.

Polliana Karidja ocupou a função entre março e outubro de 2008, recebendo remuneração sem trabalhar. Sua nomeação foi feita por Rychardson de Macedo, a partir de indicação da então assessora especial do Gabinete Civil da Governadora do Rio Grande do Norte e posteriormente secretária extraordinária para Articulação com os Municípios, Maria de Fátima Moraes, tia de Polliana. Fátima foi candidata a prefeita na chapa da qual Danúbio Almeida (outro “coordenador fantasma” do Ipem) era vice, nas eleições de 2004 em Assu.

A “coordenadora” não tinha formação nem conhecimento para o exercício da função e foi nomeada sabendo que não precisava efetivamente trabalhar, tendo se limitado a desempenhar tarefas meramente burocráticas no pouco tempo em que compareceu ao instituto. De acordo com a funcionária que de fato exercia a coordenação, Polliana trabalhou apenas uma semana.

A própria denunciada confirmou em depoimento ao MPF: “(...) que sua indicação partiu de Fátima Moraes (…) tia da depoente (…) que dava expediente normalmente de sete da manhã a uma da tarde (…) que, em razão de a coordenação operacional do Ipem/RN ser algo complexo, a depoente tinha a ajuda de uma servidora mais experiente (…) que a depoente emitia as notificações para as empresas autuadas e atendia telefones; que recebia uma remuneração de cerca de R$ 4 mil”.

Daniel Vale e Aécio Aluízio Fernandes confirmaram que Polliana Karidja era uma autêntica “funcionária fantasma”. No pouco tempo em que compareceu ao instituto, ela não exerceu atribuições de coordenação, mesmo assim recebeu um total de R$ 24.375.

Polliana Karidja de Oliveira, Fátima Moraes e Rychardson de Macedo poderão responder pelo crime de peculato qualificado em continuidade delitiva (artigo 312 do Código Penal). A ex-secretária e o ex-diretor ainda responderão uma ação por atos de improbidade. Polliana Karidja não é processada nesta ação porque foi favorecida pela prescrição, já que se passaram mais de cinco anos desde o término do suposto exercício de seu cargo.

Operação – A Operação Pecado Capital foi deflagrada em 12 de setembro de 2011, realizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP/RN) junto com a Polícia Militar, após auditorias do Inmetro apontarem diversas irregularidades na administração do Ipem/RN, na gestão de Rychardson de Macedo.

Rychardson, seu irmão Rhandson e sua mãe Maria das Graças de Macedo Bernardo; além dos ex-servidores do Ipem/RN Adriano Flávio, Aécio Aluízio Fernandes e Daniel Vale chegaram a ser presos. O processo originário da Pecado Capital tramitou inicialmente na 7ª Vara Criminal de Natal, porém foi remetido à Justiça Federal em novembro de 2011. Desde então é acompanhado pelo MPF.

No final de 2013, alguns dos principais envolvidos no esquema decidiram colaborar com as investigações mediante depoimentos prestados no âmbito de acordos de colaboração premiada. As irregularidades apontadas incluem contratação de funcionários fantasmas, pagamento indevido de diárias, realização de fraudes em licitações e contratos, cobrança de propina, entre outras.

As quatro ações de improbidade ajuizadas no último dia 8 de setembro receberam na Justiça Federal os números 0804258-73.2014.4.05.8400; 0804258-58.2014.4.05.8400; 0804260-43.2014.4.05.8400; e 0804261-28.2014.4.05.8400. Já a denúncia foi protocolada sob o número 0002882-85.2014.4.05.8400.

Fontes:

http://www.prrn.mpf.mp.br/grupo-asscom/noticias-internet/novas-acoes-do-mpf-envolvem-ex-governadora-deputados-e-ex-secretaria-estadual


Assessoria de Comunicação

Procuradoria da República no RN

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Majoritária nacional do PT ratificam apoio a dupla Robinson - Fátima...

A campanha dos candidatos a governador, Robinson Faria (PSD) e à senadora Fátima Bezerra (PT), recebeu nesta terça-feira (09),  material de campanha enviada pela campanha da presidente Dilma Rousseff.


Material que confirma o apoio de Dilma e do ex-presidente Lula à chapa majoritária potiguar.


Mais um "mensaleiro" pode estar deixando a prisão...

O Globo revelou que o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, condenado no processo do mensalão a seis anos e oito meses de prisão por corrupção ativa, pode ser libertado a qualquer momento. Segundo a Vara de Execuções Penais (VEP) do Distrito Federal, ele já cumpriu um sexto da pena e, por isso, pode pedir a progressão de regime.
Hoje, ele está preso no regime semiaberto, em que a pessoa pode sair para trabalhar durante o dia e voltar para a cadeia à noite, para dormir. Ele já tem o direito de ir para o regime aberto – e, dessa forma, cumprir o resto da pena em casa. Delúbio terá sua libertação antecipada porque, segundo a legislação brasileira, a cada três dias trabalhados, o preso pode diminuir um dia na pena total.

IDEB: Por que as metas não são atingidas?

Podem ter certeza que a culpa não é do professor...


Brasil aumentou o total de verbas destinadas à educação nos últimos anos, mas o gasto por aluno no País é um terço do investimento feito pelas nações desenvolvidas Isso é o que aponta um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgado ontem. De acordo com o levantamento, o gasto público com cada estudante brasileiro em 2011 foi de US$ 2.985, o que corresponde a R$ 6 789. Já nos países desenvolvidos, o total de verbas por aluno foi quase três vezes maior no mesmo ano: US$ 8.952, o que corresponde a R$ 20.360.

A OCDE calculou os investimentos públicos de 34 países que formam a entidade, além de dez parceiros, entre eles o Brasil. Da lista, somente a Indonésia gasta menos do que o governo brasileiro por estudante. Entre as nações com maior investimento per capita, estão os Estados Unidos, Áustria, Holanda e Bélgica, com despesas na área superiores a R$ 10 mil.


Por outro lado, o documento, chamado “Um olhar sobre a educação”, aponta que o Brasil emprega mais recursos do que os outros países na área. Enquanto a média da ODCE foi de 13% de todo o gasto público, o governo brasileiro investiu 19% no setor.

Governo do Estado conclui pagamento da folha nesta quarta...

O Governo do Estado confirmou o pagamento do salário de 9% dos servidores do estaduais ao meio-dia desta quarta-feira (10), fechando, com isso, a folha salarial do mês de agosto. No total, 9.377 servidores públicos que recebem acima de R$ 2 mil líquidos tiveram o pagamento de agosto adiado para hoje. A primeira parte do pagamento, para 91% dos servidores, aconteceu no dia 29 de agosto.

Foram creditados os salários de todos os servidores da Segurança, Saúde e Educação (inclusive UERN), bem como dos servidores do Detran, Idema, DEI, Jucern e IPEM, independente do valor do salário - um total de 60.055 servidores. Além de 33.409 servidores ativos e inativos das demais áreas que ganham até R$ 2 mil líquidos.


O Governo definiu o calendário no dia 27 de agosto, após a confirmação do repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE) para a conta do Estado e a consolidação da arrecadação própria. Desde setembro de 2013, o Estado fraciona o pagamento dos salários, depositando a remuneração para mais de 90% dos funcionários no último dia útil do mês e deixando o restante para o dia 10 do mês seguinte.

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Ex-diretor da Petrobras cita Henrique Alves em lista de propina, diz revista Veja...

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa listou a relação de mais de 30 políticos envolvidos com esquema de corrupção na Petrobras, informou neste sábado (6) a revista "Veja".

A revelação dos nomes faz parte de um acordo de delação premiada que Costa fechou no dia 22 de agosto com os procuradores da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que querem saber como os contratos da Petrobras eram superfaturados e como o valor a mais retornava para os políticos. Delação premiada é a figura jurídica na qual um réu conta o que sabe à Justiça em troca de redução de pena.

Em seu depoimento, Paulo Roberto Costa cita pelo menos 25 deputados federais, 6 senadores, 3 governadores, um ministro de Estado e pelo menos três partidos políticos PT, PMDB e PP, que teriam tirado proveito de parte do dinheiro roubado dos cofres da Petrobras.

Entre os envolvidos estão o ministro Edison Lobão ( Minas e Energia), o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, os presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), os senadores Ciro Nogueira (PP-PI), Romero Jucá (PMDB-RR) e os deputados Cândido Vaccarezza (SP), João Pizzolatti (PP-SC) e Mário Negromonte (PP).

Entre os governadores, o ex-diretor cita o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), a governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), e o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), morto no dia 13 de agosto em um acidente aéreo em Santos (SP).

A escolha dos contratos superfaturados e do caminho pelo qual a propina chega aos partidos têm uma razão prática: são esses pontos sobre os quais os procuradores têm menos provas para usar nas ações penais. Um exemplo dos indícios de que Costa cuidava da distribuição de recursos a partidos: a Polícia Federal apreendeu uma caderneta do ex-diretor da Petrobras com anotações de doação de R$ 28,5 milhões em 2010 para o PP.

Costa dizia na cela em que está preso na Polícia Federal em Curitiba (PR) que não teria eleições neste ano se ele revelasse tudo o que sabe. Os políticos receberiam, segundo Costa, 3% do valor dos contratos da Petrobras na época em que ele era diretor de distribuição da estatal, entre 2004 e 2012. De acordo com Costa, a distribuição do dinheiro servia para garantir que os partidos aliados continuassem a apoiar o Palácio do Planalto no Congresso Nacional.

Costa foi indicado pelo PP para a diretoria de distribuição da Petrobras em 2004, ficou no cargo até 2012 e conseguiu apoios no PT e PMDB. Dessa forma, Costa participou dos dois governos Lula e dos dois primeiros anos do governo Dilma Rousseff.


Fonte: Folha de São Paulo

sábado, 6 de setembro de 2014

MEC divulga resultados do IDEB, educação só piora...

Divulgados nesta sexta-feira (5) pelo Ministério da Educação (MEC), os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) revelaram um fraco desempenho na avaliação do ensino médio na análise por estados. Para esta etapa do ensino, a meta do Ideb não foi atingida apenas em quatro unidades da federação: Amazonas, Pernambuco, Rio de Janeiro e Goiás. De 2011 a 2013 o desempenho caiu em 13 estados. Considerando apenas o desempenho das redes estaduais, apenas seis estados atingiram a meta esperado do Ideb. 

Acompanhe os resultados das escolas de Nova Cruz:

Escola Municipal Nestor Marinho: 2,6 - Meta: 2,9
Escola Municipal Dep. Márcio Marinho: 2,8 - Meta: 3,7
Escola Municipal Francisco Perreira Matos: 3,2 - Meta: 3,4
Escola Municipal George Augusto Carneiro: 2,0 - Meta: 2,7
Escola Municipal Pte. Castelo Branco: 2,8 - Meta: 3,2
Escola Estadual Alberto Maranhão: 2,7 - Meta: 3,6 (ensino fundamental _ 5º ano)
Escola Estadual Alberto Maranhão: 1,7 - Meta: 3,2 (ensino fundamental - 9º ano)
Escola Estadual Djalma Marinho: 2,9 - Meta: 3,3 (ensino fundamental - 9º ano)
Escola Estadual Santa Luzia: 2,5 - Meta: 2,5
Escola Estadual Rosa Pignataro: 3,0 - Meta: 3,6 (ensino fundamental - 9º ano)
Escola Estadual Pte. Getúlio Vargas: 4,7 - Meta: 4,5
Escola Estadual Firma Francelina: 2,7 - Meta: 2,9
Escola Estadual Maria Aurineide: 2,8 - Meta: 3,1
Escola Estadual Joanita Arruda: 2,1 - Meta: 3,1
Escola Estadual José Tavares: 2,0 - Meta: 3,9

Para acompanhar todos os resultados CLICK AQUI

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Governador do Ceará faz duras críticas a Marina Silva

O governador do Ceará, (PROS), fez duras críticas a candidata à Presidência Marina Silva (PSB), a quem chamou de “canoa furada”, “conservadora” e “reacionária”. Cid ainda afirmou que, caso eleita, Marina “será deposta” após dois anos de governo. As declarações ocorreram na noite de segunda-feira (1º) durante a inauguração de uma escola na periferia de Fortaleza.
O governador afirmou estar preocupado com a divulgação das últimas pesquisas que mostram o crescimento da candidata. Segundo levantamento do Datafolha divulgado na semana passada, Marina aparece empatada com Dilma Rousseff (PT), com 34% das intenções de voto. “Se as pessoas não se tocarem, vão eleger Marina Silva presidente da República. Meu Deus! A gente não pode com um gesto de protesto, induzido pela grande mídia, dar o poder para banqueiros e meia dúzia de poderosos”.

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

UFRN abre vagas para cargo de professor adjunto...

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) abre inscrições para concurso público destinado aos cargos de professor adjunto e assistente do ensino básico, técnico, tecnológico e superior.  São 23 vagas para professor do magistério superior e 1 vaga para professor do ensino Básico, Técnico e Tecnológico.A inscrição será feita, exclusivamente, via internet, a partir do dia 15 de setembro até às 23h59 do dia 15 de outubro de 2014, pelo Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA) no endereço eletrônico: www.sigrh.ufrn.br. O investimento varia de R$ 60 a R$ 220, de acordo com o cargo.
Os aprovados vão atuar na Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA)  ou no Instituto Metrópole Digital, localizados nos campi de Santa Cruz e Natal, respectivamente. A remuneração está entre R$ 2.581,24 e R$ 8.717,64, conforme a função exercida e jornada de trabalho, que pode ser de 20 horas semanais  e/ou com Dedicação Exclusiva.

Robinson Faria parte para o ataque...

O candidato ao governo do Rio Grande do Norte pelo PSD, Robinson Faria, partiu para o ataque direto contra o adversário do PMDB, Henrique Alves
Em entrevista nesta segunda-feira (01) à Rádio Cidade (94FM) Robinson disse que Henrique é o candidato da mídia e não da resolutividade.
Henrique já nasceu político, mas nunca morou no Rio Grande do Norte. Não sabe da necessidade do povo. Para eles as coisas sempre foram fáceis, sem falar que ele é o candidato adesista – na hora que seu candidato perde ele corre para os braços do opositor”, disse Robinson Faria.
E continuou:
"Candidato do acordão", "o candidato das pesquisas", "adesista", "falácia", "mentira", "oportunismo", "discurso falso", "candidato midiático"…

Robinson disse que Henrique adere a todos os governos com a promessa de ajudar ao Estado, mas não consegue resolver nada, lembrando que mesmo sendo presidente da Câmara e o primo Garibaldi sendo ministro, nada fizeram pelo Governo Rosalba.

Disse que no Governo Rosa ele criou um Conselho Político que não funcionou, que ele mandava e desmandava, e que em eventos do Governo, ele discursava como se fosse o governador e Rosalba a espectadora.

Robinson falou que Henrique não é oposição ao Governo Rosa, já que na gestão atual ainda tem pessoas ligadas a ele, como o secretário de Desenvolvimento, Sívio Torquato, tio do deputado Gustavo Fernandes (PMDB), a Secretaria de Asssitência Social, que tem o DNA do vice de Henrique, João Maia, e o líder do Governo, o democrata Getúlio Rêgo, que vota em Henrique.

sábado, 30 de agosto de 2014

Saúde em greve mais uma vez...

Os servidores estaduais da Saúde decidiram paralisar as atividades por tempo indeterminado em assembleia realizada hoje pela manhã na sede do Sinpol.  A paralisação total está marcada para o dia 8, mas o movimento programa uma manifestação de protesto no desfile 7 de setembro, além de atos públicos em unidades hospitales.
Segundo a direção do Sindsaúde, a greve será realizada em protesto principalmente contra os cortes de gastos do Governo do Estado na área da saúde que estariam atingindo os servidores e causando desabastecimento nos hospitais.
De acordo com os representantes da categoria, será mantido o  percentual de 30%  de servidores para o atendimento à população nas unidades de saúde.